1.736.244 acessos

Notícias

CGJ-RS publica Provimento nº 32/2018 que altera a redação da CNNR

Provimento Nº 32/2018-CGJ

DISPONIBILIZADO NO DJE Nº 6.367, PÁG. 9, DE 11/10/2018 

Expediente 0010-11/000781-3


 


RCPN - Altera a redação do § 4º do artigo 94 da CNNR – Relação de óbitos ao DIGEP/TJ/RS e ao SECON/CGJ/RS. Desnecessidade de remessa da relação quando não for lavrado óbito no mês.

  


A Excelentíssima Senhora Desembargadora DENISE OLIVEIRA CEZAR, Corregedora-Geral da Justiça, no uso de suas atribuições legais,


CONSIDERANDO a desnecessidade da informação negativa de óbito de Servidores do Judiciário aos setores DIGEP/TJRS e SECON-CGJ;


CONSIDERANDO requerimento Setor de Controle e Provimento de Cargos da Corregedoria-Geral da Justiça - SECON/CGJ;


 PROVÊ:


Art. 1º - Fica alterada a redação do §4º do artigo 94 da Consolidação Normativa Notarial e Registral – CNNR, que passa a viger com a seguinte redação:


Art. 94- – Remeterão, ainda, os Oficiais:

[...]


§4º - Ao setor responsável pela Gestão de Pessoas do Tribunal de Justiça (digep-comunicafolha@tjrs.jus.br), relação de óbitos de servidores ativos e inativos, bem como de pensionistas do Poder Judiciário do Estado do Rio Grande do Sul, contendo: nome completo da pessoa falecida, filiação, data do óbito e número do registro de óbito. Além disso, remeterão ao Setor de Controle e Provimento de Cargos da Corregedoria-Geral da Justiça - SECON/CGJ (seconcgj@tjrs.jus.br) listagem com os mesmos dados envolvendo apenas os servidores ativos do Poder Judiciário do Estado do Rio Grande do Sul. As listagens deverão ser remetidas até o dia 15 (quinze) de cada mês, e, não ocorrendo lavratura de óbitos com tais características no mês, desnecessária a remessa de comunicações negativas.


Art. 2º - Este provimento entrará em vigor no primeiro dia útil seguinte à data de sua disponibilização no Diário da Justiça Eletrônico, revogando-se as disposições em contrário.


Publique-se.


Cumpra-se.


Porto Alegre, 24 de agosto de 2018.


 


DESª. DENISE OLIVEIRA CEZAR

Corregedora-Geral da Justiça


11/10/2018